A “carnavalaria” passou e o Brasil vai começar a trabalhar para pagar impostos até meados do ano... Fim das férias e de incansáveis sacolejadas dos traseiros

Créditos de imagem: pedrolopes

 

Terminadas as férias escolares dos netos (já saudoso), e com os últimos sacolejos dos traseiros suados na “festa de Momo”, retomo hoje meu “por quê?” no “porque” desse blog: - inspirar e reanimar, despertar forças para o ânimo, estímulos ao “ânimus vivendi” realizador.

Porque:

01. O ser humano mais honesto é o que tenta realizar alguma  coisa;

 

02. A criatura que nada faz é uma eterna devedora de sua pessoa para com o mundo, e pêso inútil para os demais;

 

03. O dinheiro pertence a quem sabe usá-lo e não a quem o possui;

 

04. O mundo não pertence a ninguém e nem precisa de ninguém. Está aí para ser usado com inteligência;

 

05. A pessoa consciente dos segredos e dos mistérios da vida só é fraca e vencida enquanto quiser, pois sabedora e consciente de suas forças e riquezas interiores e naturais, no momento em que quiser reagir vencerá;

 

06. Na vida não podemos fazer estágios, nem veraneios  e nem fugir. O lema' natural é só um: - prosseguir sempre para não ser empurrado;

 

07. Não é covarde quem abandona a luta: esse simplesmente foi dominado pelo medo e medo não é covardia e sim pode virar é uma doença, ou seja, uma fraqueza mental, dependendo de tratamento para voltar a ser corajoso;

 

08. Covarde é quem provoca a luta e quando a chapa está esquentando, foge deixando outros lutando enquanto fica longe, escondido, assistindo. Esses são os verdadeiros covardes, porém não estão livres da luta e nem de ser arrebatados pois da vida ninguém foge e o mundo continua girando apesar de e deles...;

 

09. Há um Deus para tudo e para todos; porém, a verdade é só uma;

 

10. A mulher ("Uma mãe é o segundo anjo da guarda do filho."- Joaquim Manuel de Macedo) e o mundo são os que dão a educação real a um ser humano;

 

11. Só é bom e sábio aquele que acha mais fácil fazer o bem do que fazer o mal;

 

12. A verdade é o mais eficaz e o mais nobre caminho para a redenção moral, porque é simples e eterna;

 

13. Não mentir para obter o perdão. (Não prostituir o ideal na hora do perigo);

 

14. Não criar teorias para confortar vítimas, e sim, criar trabalho para que fora da ociosidade possam curar seus males;

 

15. É mais valoroso aquele que tem a coragem de confessar um êrro, do que aquele que se vangloria de não te-lo praticado;

 

16. Todo reconhecimento sincero de erro merece respeitosa consideração. Não há vergonha num fracasso desde que se demonstre capacidade de medrar aquele momento de dificuldade, crescendo, impondo-se até superar determinado desafio;

 

17. Cada um tem que viver como sabe e pode, e deixar o seu semelhante viver como quer;

 

18. Acreditar, confiar e obedecer a um Criador Supremo é necessário para uns e boa opção para outros, mas ser fanático religioso é procurar conforto como vítima passiva;

 

19. Quem conheceu a miséria do pior encheu-se de pavor e vergonha, portanto tem motivos e precisa renovar forças agora para buscar o melhor;

 

20. Não existe religião (religação à Deus) mais elevada do que a verdade;

 

21. A vida é uma larga e longa estrada, misteriosa, sem desvios e sem fim; percorre-la é necessário... como farrapo vencido, ou como um ser humano vencedor. Ponto!

 

Bom dia, boa tarde, boa noite à você, esteja onde estiver.

Este blog tenta:

  • semear esperança,
  • enobrecer a vida,
  • despertar amor natural, sadio,
  • incutir vontade inabalável de prosseguir,
  • envolver em um entusiasmo criador,
  • transformar mágoas e tristezas em sorrisos benévolos e atraentes,
  • enriquecer pensamentos para realizações de ideias construtivas de utilidade universal e eterna,
  • dissipar o medo e reerguer a coragem consciente e invencível,
  • sustentar a capacidade de firmeza e resistência ante os momentos mais sérios e difícieis de nossas vidas;
  • com perdão da pretensão, mas tentamos ser mais uma fonte de forças edificantes que proporcione energias positivas à solução de problemas íntimos, sociais ou comerciais, dissolvendo paulatinamente os obstáculos de nossa existência de maneira simples e criativa, dirigindo-nos sempre para o melhor caminho: - o da vitória sobre si mesmo!

 

É muito bom ter você por aqui.

Um editor consciente, além de solitário, é um visionário que semeia ideias captadas do Universo  por cérebros sábios e dignos.

Transporta-as hoje em dia para às telinhas de computadores, tablets, smartphones (e às vezes, ainda, para o papel) dando lugar, com o passado, o presente e o futuro, a algo que poderá influir na vida da humanidade, seja em inovações, realizações, normas e leis que dirijam as massas, favoreçam o aperfeiçoamento individual ou, quiçá, a purificação de almas...

 

Um editor, com seus trabalhos, se desdobra para ser, se não um guia, certamente um convite à busca de uma vida mais elevada, nobre, consciente, feliz, pautada por coordenadas e diretrizes contínuas que ajudem a encontrar a rota mais segura para a eternidade.

 

Valha-nos Deus.

 

 

 

A “carnavalaria” passou e o Brasil vai começar a trabalhar para pagar impostos até meados do ano... Fim das férias e de incansáveis sacolejadas dos traseiros

 

 

A “carnavalaria” passou e o Brasil vai começar a trabalhar para pagar impostos até meados do ano... Fim das férias e de incansáveis sacolejadas dos traseiros saiu primeiro em https://goo.gl/eqKH4a