“De Agora em Diante Vou Tomar Mais Cuidado com Minha Saúde”, diz você também? Quando? Como? Fazendo Tudo “Meia Boca” ou Prá Valer? Agora ou Depois?

“De Agora em Diante Vou Tomar Mais Cuidado com Minha Saúde”, diz você também? Quando? Como? Fazendo Tudo “Meia Boca” ou Prá Valer? Agora ou Depois?

 

A turma do 60+, com toda sua consciência sobre as tendências relativas à Longevidade, - ou, como já se disse: “com a consciência de que a viagem está cada vez mais longa e deliciosa, no melhor dos sentidos” -, de repente, há meses, no início dessa pandemia, se viu marcada com uma espécie de estigma, pessoa até proibida de circular, de ir e vir, de usar transporte público, etc. por tratar-se de criatura “de alto risco”.

 

A preservação de sua própria autonomia continua sendo a meta dessa população que atravessou o viaduto da terceira idade... Este é um de seus mais valorizados significados de sucesso, entre tantas coisas maravilhosas e positivas que sucesso possa assumir como explicação, além de prosperidade pessoal (casa, férias, viagens, novidades), de segurança financeira, podendo significar também conquistar a admiração e ser olhado com respeito por todos na família e na sociedade, libertar-se de aborrecimentos, dos temores, das frustrações, do fracasso, da solidão, etc.

 

O recorrente anúncio da OMS no aumento da expectativa de vida destacou mudanças no estilo de vida na “idosidade”, que aparecem por alterações nos hábitos alimentares, por exemplo, na prática de caminhadas e outras práticas esportivas, mais adequada e com maior frequência, na busca por momentos de lazer, harmonização do ambiente em que vive e preservação de boas relações sociais e afetivas.

 

Ainda com relação à alimentação, necessário frisar sua importância, merecendo atenção e cuidado especial.

 

Fácil notar que o metabolismo já não se comporta como na meia-idade, fazendo surgir, então, a suplementação nutricional como opção para as personalidades 60+ que cada vez mais precisam potencializar seus níveis de energia e imunidade à doenças.

 

Obter sucesso é realizar-se, significa vencer e é o objetivo da vida, sempre numa visão personalizada.

 

Todo ser humano deseja “sucesso”, independentemente da idade, do berço e colo à bengala.

 

Todo mundo deseja o melhor que a vida tem para dar.

 

Ninguém gosta de se sentir inferior ou de se ver forçado a sê-lo. E nem tem inveja dos que vivem conformados se rastejando na mediocridade.

 

Será que você já ouviu alguém dizer algo do tipo:

“Credo”, coisa mais ridícula! Que absurdo alguém querer imaginar que a gente pode mover uma montanha só falando,...

como é mesmo, “abre-te cézamo!”, ah, não, é

“move-te, morro, corcovado”, sei lá, coisa assim...”,

em que a pessoa procura se esmerar no deboche de uma passagem bíblica que cita a Fé como um dos meios mais práticos e sábios para alcançar o sucesso?

 

Pessoas que tomam essa atitude fazem grande confusão entre acreditar e pensar e agir com sabedoria.

 

Evidente que não vou conseguir deslocar o Everest de lugar com um simples ato de “querer” ou desejar, ter vontade de fazê-lo por falta de coisa melhor para inventar naquele momento.

 

Mas você ou eu podemos “mover” um Corcovado inteiro se nos acreditarmos capazes de movê-lo!

 

Você e eu podemos alcançar o sucesso no que empreendermos acreditando-nos capazes de termos êxito, de sermos bem-sucedidos.

 

É acreditando, é crendo no sucesso como condição básica, elementar, que construiremos êxito em base segura para nossas ideias, propostas e projetos.

 

Nada há de mágico, místico ou bruxalístico no poder da crença. Da fé. Ponto.

 

Quer ver? Quando você acredita, quando você crê de verdade de pode realizar seja o que for que esteja aí na sua mente ou fundo do seu ser, sempre surgirá, na hora certa, o como implementar essa ideia.

 

Acredite, acontecer comigo mais de vez, e pode acontecer com você.

 

Assuma a atitude de “Eu sou positivo ou positiva”, “Eu sou capaz”, nisso acreditando sem pestanejar, e estará gerando habilidade, poder e energia, que, juntos e necessários, farão o Universo conspirar a seu favor.

 

Isso vale para os 60+ que hoje se sentem, muitos, amuados, desamparados, sozinhos, ou incomodados porque tiveram suas rotinas alteradas bruscamente.

 

Vale também para os que se encontram desempregados e falidos pelas circunstâncias. E bem assim para os jovens, em todo mundo, que se antes já tinham dificuldades de conseguir uma vaga até para estágio, por falta de experiência, agora, com esse inimigo invisível no ar, foram empurrados ainda mais para o fim das filas.

 

Cada um desses, jovens, malogrados nos negócios, desempregados, aposentados ou escanteados, - com vírus e máscaras, ou sem -, continua, por certo, “desejando”, “querendo”, “tendo vontade” de um dia, alcançar o sucesso que acompanha a conquista de uma situação melhor.

 

Porém, o que acontece? A maioria dessas pessoas, no fundo, no fundo, ... é cética, desconfiada, duvida, vacila, titubeia, não se acredita capaz de chegar ao “Topo do Everest” que imaginou, sonhou ou planejou para sua vida.

 

E ai não chegam, mesmo.

 

Pensando negativo, mostrando-se inseguros, receosos, achando que é mega impossível avançar na caminhada, evoluir na escalada, a maioria não encontra a trilha que os levará até lá no alto, aquele alto bonito, saudável, alegre e feliz que veem em imaginação no quentinho da cama.

 

E aí não tiram o pé da nháca ou da jaca, mesmo, porque continuam agindo como a “média” da boiada...OPS!, das pessoas.

 

Sigamos tentando motivar o “Vendedor de Maravilhas”, - cada um de nós -, removendo “O Lixo de Cada Um” e Reciclando a Vida:

 

 

Inspirando o Vendedor de Maravilhas

(Automotivação – Ânimus Vivendi – Energy Plus - Autoconhecimento)

 

“De Agora em Diante Vou Tomar Mais Cuidado com Minha Saúde”, diz você também? Quando? Como? Fazendo Tudo “Meia Boca” ou Prá Valer? Agora ou Depois?

 

 “Se alguém disser a este monte: ergue-te e lança-te ao mar,

e não duvidar no seu coração,

mas crer que se fará o que diz,

assim será com ele.”

                      (Marcos, 11:23)

 

 

" “Problemas” são coisa que não existe."

Na realidade um problema só o é quando não tem solução.
A partir do momento em que encontras uma solução, mesmo que ainda não a tenhas posto em prática, esse problema passa a ser  somente “um Desafio” e cabe-te a ti executar o que for necessário para que a solução entre no jogo e elimine o problema.

O resultado dessa tua ação chama-se “Superação”.
Certo?

Porém a nossa Ação é dirigida pelas nossas Decisões, e as nossas decisões são feitas com base no nosso Sistema Interior de Avaliação Racional e Emocional, e estes sistemas funcionam baseados em outras leis: as leis da metafísica.

Estas leis determinam a forma como o mundo funciona para além da física.

É o reino do sentido que fazem as coisas, das conexões entre todas as pessoas do mundo, da sincronicidade, da unicidade entre todas as forças do universo, formas de vida, da conexão subtil entre todos os seres humanos, das energias positivas e negativas.

Nós, seres humanos somos uma ponte improvável entre estes dois mundos e fazemos agir um sobre o outro.

Não é espetacular saber que os nossos pensamentos e emoções, estão em perfeita sincronia com as leis físicas e metafísicas, e que as nossas decisões vindas daí, e as ações subsequentes, têm o poder de enlear ou desenlear cada aspeto da vida?

Eu considero isto verdadeiro poder. O que achas disto?

(Rui Gabriel)

 

Inspiração, Motivação, Sucesso

 

 

Em tempo: Se você não sofre do “mal da visão limitadora”, vai que comeces a resolver os seus problemas, aqui e agora. Para sempre. Acesse:

Passo 1

Passo 2

               Passo 3 (WhatsApp)

“De Agora em Diante Vou Tomar Mais Cuidado com Minha Saúde”, diz você também? Quando? Como? Fazendo Tudo “Meia Boca” ou Prá Valer? Agora ou Depois?

 

 

 

* Isso apareceu primeiro em https://blog.ariankohlbach.com.br/

 

 

 

.