Importante artigo em rede social e seus duros (e recorrentes) comentários alusivos à busca de emprego para quem passou dos 45

 

 *Parte do texto é uma reprodução de interessante artigo publicado originalmente no site https://www.linkedin.com/pulse/busca-de-emprego-para-quem-passou-dos-45-ana-czapla/?trk=eml email_feed_ecosystem_digest_01-recommended_articles-5-Unknown&midToken=AQEHs_YRLiWJWw&fromEmail=fromEmail&ut=0vmxaEp-jEo8g1

 

Não podemos negar: existe uma preferência por parte das empresas na hora da contratação por perfis mais jovens.

 

Existem as exceções, certamente, mas normalmente o profissional mais jovem é visto como o mais atualizado tecnologicamente e o mais "barato".

 

Em países desenvolvidos, como os do Oeste Europeu, este problema também existe.

 

Quando há um aumento na taxa de desemprego, os profissionais mais velhos demoram mais tempo para encontrar um novo emprego.

 

Neste caso, podemos conectar esta demora a diversos fatores, como ao seguro desemprego oferecido pelo governo e até mesmo ao nível do emprego procurado pelos profissionais mais velhos, que faz com que o tempo até encontrar a vaga ideal aumente (mais dados aqui).

 

Mas o que o profissional com mais de 45 anos pode fazer para encontrar o seu lugar no mercado de trabalho, no Brasil ou no exterior? Acompanhe as dicas abaixo para fortalecer a sua busca pelo emprego ideal:

1. Mantenha-se atualizado com os estudos...

Não importa a sua área: do TI ao agronegócio, atualize-se sempre! Fique atento ao que o mercado está pedindo e desenvolva novos conhecimentos, seja ao desenvolver o seu nível de inglês, ou por intermédio de cursos técnicos na internet. Vale lembrar: inglês fluente ainda é um dos pré-requisitos mais frequentes nas descrições de vagas - no Brasil, pelo menos 60% das vagas exigem inglês fluente (mais informações aqui).

2. ... e com as tecnologias!

Fique de olho nas tendências tecnológicas, nos sistemas mais modernos e procure aperfeiçoar os seus conhecimentos digitais sempre que possível. O profissional mais jovem muitas vezes demonstra uma maior facilidade em lidar com ferramentas tecnológicas e, portanto, passa na frente daqueles que pararam no tempo.

2. Fique atento aos novos métodos para procurar emprego

Muito provavelmente você trabalhou por muitos anos, ou esteve fora do mercado de trabalho (e de busca de emprego) por muito tempo, portanto procure se antenar nos novos "métodos" de busca de emprego. Utilize as redes sociais e profissionais a seu favor, aprenda quais sao os sites de vagas mais relevantes, reative o seu círculo social e profissional, ou até mesmo busque ajuda de um Coach de carreira ou de uma empresa de recolocação. Reaprenda a buscar um emprego!

3. Trabalhe a sua autoestima

Buscar uma recolocação no mercado, seja ele nacional ou internacional, nunca é um processo fácil. Se você alcançou um certo nível de experiência (e também de idade), certos processos podem ser mais penosos e difíceis. Mas não se deixe vencer pelo desânimo: invista em suas entrevistas, mostre-se animado e com energia para aceitar um novo desafio. Pessoas que apresentam-se com energia positiva nas entrevistas têm maiores chances de serem contratadas (mais dicas aqui aqui). Para isso, invista também em você e na sua saúde, e boa sorte!

 

Carlos Valle Presidente na MC & D IMPORT and EXPORT LLC

Vivo nos EUA há 1 ano e dois meses, trabalho aqui não falta, enquanto eu aguardava minha licença de trabalho abri uma IMP. EXP. LLC, depois que recebi a licença em 3 días fui chamado para trabalho junto ao maior time de basquetbol aqui em MIA-FL, processo de contratação rápido, fácil e transparente; empresas aéreas me enviam e-mails constantemente porque trabalho com a Varig e TransBrasil, salários muito bons mesmo que proporcionam facilidades de aquisição de bens mínimos necessários (carro, casa, pc's, smartphones, etc)...No Brasil eu era freelance já que com mais de 50 anos, apesar da experiência de trabalho desde os 14, as empresas similares tem este tipo de atitude de dar preferência por colaboradores mais jovens; aqui o que importa é o resultado do seu trabalho, é o bem-estar social e sua satisfação em trabalhar bem. O Brasil precisa tratar melhor sua força de trabalho de todas as faixas etárias, aqui tudo é muito mais simples, são dadas todas as condições e é muito bom vc poder trabalhar em dois trabalhos completamente diferentes - 10 horas diárias de segunda a sexta - e remotamente com a minha empresa em casa, na rua, carro, qualquer lugar através do smartphone e notebook...realmente o melhor.

 

Milene Lima Dorneles  Assistente administrativo financeiro na Braserv Ltda - Engenharia e Serviços Técnicos

Bom dia Carlos! Você é uma pessoa de muita sorte. Estou enfrentando a pior fase da minha vida! Fiz mais de 20 entrevistas mas o fator "idade" está acabando com a minha auto estima e com as minhas esperanças de voltar ao Comex.

 

Helena Oliveira Inspector na Hightech

Estou sentido esse peso agora, fiquei desempregada a seis meses e quando entrego um currículum a pessoa diz que tem preferência por pessoas mais jovens , triste a situação....

 

Virginia . Vendedora e estudante de design de moda, ligada a área comercial por uma relação indissolúvel de amor.

Infelizmente na área comercial o problema ainda é maior, as empresas recrutadoras cortam quase que automaticamente pessoas acima dos 40 anos, ainda venho conseguindo me manter neste mercado, embora já tenha 45 anos. Creio que a questão do salário definitivamente não é o motivo neste caso especificamente, já que a maioria é paga através de comissionamento, mas que o verdadeiro motivo é a imagem pessoal, as empresas desejam transmitir visualmente o quanto elas (empresas), são modernas, antenadas, e literalmente belas, através da juventude da sua equipe de frente. Na maioria dos casos esquecem da experiência e muitas vezes do maior comprometimento (entre outras coisas),que a idade trás para pessoas mais "velhas", não que os jovens não sejam comprometidos. Acredito que essa não é uma questão definida pelas empresas de recursos humanos, pois as mesmas escolhem os melhores profissionais de acordo com o perfil de funcionários que a contratante deseja, isso inclui limite de idade e fica claro quando vemos anúncios onde de cara é definida a idade dos candidatos, embora me sinta desconfortável diante disso, prefiro sempre a dureza de situações onde tudo fica esclarecido, ao invés de alimentar falsas expectativas de que existe alguma chance de mostrar o meu potencial.

 

Roberto Miranda Homem de crédito, Corretor de Imóveis Autônomo, gestor de pessoas e escritor.

Estou a 8 anos sem compor renda, salvo oportunidades temporárias que tive, mas que desde 2014 não aparecem, a situação é calamitosa.

 

Henrique Ambrisi Projetista e Técnico de construção de Ferramentas CDR e Dispositivos

A politica de recolocação de profissionais no mercado com relação ao pessoal das antigas é uma vergonha. Ficar mais velho não significa ficar alheio ao que acontece no mundo corporativo. Deveria de haver uma política mais eficaz no que se refere a contratação de pessoas acima dos 40, porque não? Querem que o profissional se aposente cada vez mais velho. Eu te pergunto: Trabalhar onde? Está na hora de alguns segmentos deste país levar as coisas mais a sério.

 

Eder Costa Nogueira Coordenador de Contabilidade

Atualmente vejo um novo entrave para a recolocação de pessoas com mais idade. Hoje é comum vermos pessoas muito jovens em cargos importantes em uma organização, gerentes e diretores com 30 anos é comum. Subir de cargo dentro de uma empresa ficou fácil, e isso faz com que se crie uma mentalidade de "jovialidade" dentro da organização. E esta organização tendo gestores jovens só poderá ter um quadro de colaboradores também jovem. Creio que além do fator do salario menor ("resultado") existe o preconceito dos gestores jovens trabalharem com pessoas com mais idade do que eles.

Gledson Cordeiro Analista de Contabilidade na Editora Ave-Maria

Pura verdade... Noto que antes os de mais idade nas empresas eram como um poço de sabedoria, aqueles mais jovens sempre vinham tirar alguma dúvida sobre diversos assuntos, tanto relacionados com o trabalho, quanto a assuntos diversos. Hoje não precisam mais procurar este colega mais experiente e mais vivido.  Estes profissionais mais jovens vão numa fonte mais ampla e mais ágil que é a internet, lá eles encontram tudo que querem saber.

Nextel Ric'sSupervisor de frota pesada/leve

Pura verdade. Hoje a informação literalmente abunda. A vivência, a experiencia não tem mais valor. Dá-se um manual de instruções na mão do sujeito e um tempo pra ele "pegar" a coisa, e tá feito.

Patricia Portugal Gerente Senior de Licenciamento de Marcas, Novos Negócios e Marketing/Senior Licensing Manager, New Business, Marketing

Verdade! Participei de um processo para o qual buscavam um profissional senior (meu caso). O gestor tinha uns 30 anos e me disse que eu era uma forte candidata e me tratou como seu eu tivesse sido escolhida. Só que não. Ele acabou contratando uma profissional de 25 anos, que era coordenadora em outra empresa. A equipe dele parece que saiu do jardim da infância.

 

Eduardo Esteves Atendimento técnico e comercial ao cliente G-Bar na TQS-Planear.

Falando especificamente no meu ramo (TI) pede-se muito conhecimento e pouca idade. Como alguém com 30 anos teria toda a experiência solicitada? Ele pode até ter os cursos desses conhecimentos solicitados, mas saber a fundo sobre cada uma das tecnologias leva ANOS de trabalho e eles não querem funcionários com muitos anos devido ao "custo". É uma conta que não fecha. 

 

Pedro Marques Gestor de Projecto na Padel Center Viana

Olá. Tenho 48 anos, aos 46 deixei o cargo de Direcção Comercial de um grupo de empresas industriais porque odiava o lugar apesar de ter feito bons amigos; tinha muita responsabilidade, muito trabalho, poucos recursos, muita pressão e a remuneração não acompanhava. aos 45 tinha começado a fazer um mestrado em Marketing Digital que terminei aos 46, com média de 16 (na tese tive 18); competi com colegas com metade da idade, a maioria estudantes a tempo inteiro, muito tecnológicos; mas não fiquei impressionado. Depois disso, tenho feito certificações Google e Facebook; retomei o estudo de Francês e Alemão. Tenho desenvolvido projectos pessoais onde aplico os meus conhecimentos, nomeadamente em Marketing Digital para apresentar competências concretas no meu currículo. Concluindo, não parei no tempo, sempre a aprender e a incluir-me neste novo mundo, mas sem qualquer efeito em termos de resposta às inúmeras candidaturas que apresento a posições onde exigem as minhas competências e experiência. Porque será? Porque sou velho e doente? Errado! Corro 20 km, nada 1 hora, levanto o dobro do meu próprio peso, além de uma enormidade de desportos com alta carga de esforço e perícia. Então porque será? Preferem contratar jovens que ganham pouco ou quase nada, que se submetem a tudo na esperança de conseguir conquistar alguma estabilidade. MONEY TALKS Big Time. Tschuss.

 

Carlos Alberto Corrêa Consultor em Tecnologia da Borracha

Desculpem este assunto existe há pelo menos 25 anos, já em 1994 li livros que falavam da crise dos 40 anos. Com 40 mudei de cidade e estado com 50 fiz o mesmo novamente e continuo trabalhando aos 63 anos. Pelo que entendo temos somente uma janela que vai dos 30 aos 40 anos e a partir dai salve-se quem puder. As vezes temos que ser o sapo surdo que venceu a corrida por não ouvir a torcida, acreditem basta acreditar, investir em si e seguir em frente cada um faz o seu destino.

 

Falta trabalho para 27,7 milhões de habitantes no Brasil, afirma IBGE

 

 

 

... As vezes temos que ser o sapo surdo que venceu a corrida por não ouvir a torcida, acreditem basta acreditar, investir em si e seguir em frente cada um faz o seu destino....

 

Como ensinam os melhores gurus, tomar uma decisão que pode mudar a vida é sempre difícil. Porém, absolutamente necessária.
Conquistar o céu azul quando se vive debaixo de um colchão de nuvens negras, carregadas, prontas a desabar, pode muito ser complicado. 

Certezas? Só há uma: ficar como estás não muda nada.
Dúvidas? Todos nós temos, e muitas delas, porém,  elas não podem nos impedir de seguir em frente. Porque a vida segue. E as contas também.
Medo? Claro que sim. Todas as novidades, todas as mudanças, previstas ou imprevistas, e mesmo as que valem a pena, trazem um misto de entusiasmo e medo.
Coragem? Claro. Ou vais deixar que os seus medos decidam por você? 

O céu azul está lá, mesmo que não o vejas.
É preciso decidir e fazer primeiro. Os resultados surgirão depois.

 

Falando em escolhas, é importante ter em mente que 

 TODAS AS ESCOLHAS são válidas, mesmo que algumas pessoas não concordem com as suas.

 

E.T.: - se você pular esta proposta, o problema, o seu, continuará sendo, só seu! Porque para acertar oportunidades boas, idôneas, na web, a relação é mais ou menos 100/1. ... Agulha no palheiro...

 

Só que Agora, de fato, de direito e focado, Você Pode Construir Um Negócio Sólido e Rentável na Internet, Trabalhando Em Casa ou mesmo Em Trânsito, no Metrô, no Buzão ou Intervalo do Almoço ... Pouco Tempo por Dia. Dia, Sim, E no Outro, Também!

 

Ou prefere Ficar Só Nessa de Reclamar da Vidinha? Essa, Sua? Tempo você tem! E quando não tem, mas quer algo ou conquistar um objetivo prá valer, arruma! São apenas 30 minutos para investir, inicialmente, em seu desenvolvimento pessoal e profissional, algo que vale para toda sua vida e ainda servirá como legado para suas próximas gerações;

 

Ou prefere Ficar Só Nessa de Reclamar da Vidinha? Essa, Sua?  Treinamento para construir seu negócio, nós vamos disponibilizar gratuítamente; 

 

Ou prefere Ficar Só Nessa de Reclamar da Vidinha? Essa, Sua?  Você terá Acesso ao nosso Sistema Automatizado de Vendas, testado e validado; 

 

Ou prefere Ficar Só Nessa de Reclamar da Vidinha? Essa, Sua?  Ganhos Mensais Recorrentes, mesmo no plano "free".

 

Tudo já foi programado e desenvolvido para você!

E Então? Pronto(a) para se Qualificar?

Ou prefere Ficar Só Nessa de Reclamar da Vidinha? Essa, Sua?

 

Esperamos que em um período de 6 meses a 1 ano você possa contar prá gente que mudou sua vida por causa do título que está lendo agora

 

Fique por dentro de tudo. Faça ao Menos Isso. Por Você e os seus! 

 

 

 

 

Da Série “Empreendedorismo Digital com Builderall – PLANO B Flex, com B de BuilderAll - Alguns Detalhes para Sua Reflexão (008)

Importante artigo em rede social e seus duros (e recorrentes) comentários alusivos à busca de emprego para quem passou dos 45

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dúvidas?

Importante artigo em rede social e seus duros (e recorrentes) comentários alusivos à busca de emprego para quem passou dos 45Sou Arian Kohlbach, ou para ex-alunos, Prof. Katê, e quero ajudá-lo(a) a ter os melhores resultados em seus negócios na internet. Vendedor, Publicitário, Jornalista, autor do livro "Prioridade nº 1: Vender" e do Curso Pró Venda de Capacitação para a Maximização de Vendas, ex-professor SENAI/SENAC, ex-colaborador de diversos Conselhos e Sindicatos de Representantes Comerciais do Sul/Sudeste, ex-Executivo de Contas do Boletim PONTO a PONTO Contábil-Empresarial durante a última década. Atualmente, aposentado, mas não querendo parar correndo o risco de adoecer, atuo agora como Embaixador Builderall, a mais completa e fácil de usar Plataforma Digital de “Construtores Faça Você Mesmo - Criando, Arrastando e Soltando”, de Sites, Blogs, Aplicativos diversos, com Multi Ferramentas, Treinamento, Suporte, Hospedagem, Soluções Exclusivas e inteligente relação custo-benefício incluída no plano Pro, para que você possa formatar uma presença online personalizada, efetiva e de resultados no “Small Business”. Ou seja, no segmento de Pequenos Empresários / Empreendedores, Prestadores de Serviços, Vendedores / Representates Comercais / Franqueados, Autônomos e Profissionais Liberais. Após quatro anos como usuário, foi a decisão com melhores perspectivas de futuro, e tenho como estender esta grande oportunidade à você também. Para conhecer a Builderall acesse agora: http://www.euquerobuilderall.com.br/